•  
     

[Estado de atenção = Pastor chileno relata destruição após tornado em Taquarituba = Estado de atenção]

[Estado de atenção]

Pastor chileno relata destruição após tornado em Taquarituba
'Parecia que tinham bombardeado tudo', contou Ricardo Ossandon.Fenômeno climático no interior de SP matou 2 pessoas e feriu mais de 60.

O pastor chileno Ricardo Ossandon, de 51 anos, foi uma das testemunhas do tornado que atingiu a cidade de Taquarituba, no interior de São Paulo, na tarde do último domingo (22). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Avaré, foram confirmados 2 mortos, um adolescente e um motorista de ônibus, e mais de 60 feridos.

“Foi terrível, destruiu muita coisa. Casas, telhados, silos onde se armazena milho, cereais”, contou Ricardo por telefone ao G1, lembrando que estava acompanhado de alguns fiéis assim que o fenômeno ocorreu, a cerca de 1 km de distância.

“Vimos que a coisa estava fora dos padrões e começamos a orar. O vento atingiu onde estávamos, mas o epicentro (sic) da coisa foi a 1 km de distância. Parecia que tinham bombardeado tudo”, contou o pastor.

Ossandon relatou também que conhece quatro famílias que foram muito prejudicadas pelo fenômeno. “Conheço uma moça que caiu a casa inteira, outra a parede caiu em cima do carro, outro o telhado saiu e o João de Matos”, pontuou o senhor, relembrando que este último escapou por pouco ao se refugiar em um barraco, localizado próximo a um posto de gasolina que foi totalmente destruído pelo tornado.

“João mora a uns 100 m do posto. Como na casa dele tem um barracão, ele estava lá na hora e começou a estourar os vidros, e então ele se trancou no banheiro. Quando saiu, estava tudo destruído”, contou o Ricardo, informando também que a mulher de João, Pâmela de Matos, teve o rosto machucado em consequência do fenômeno.

Apesar de toda a destruição, o pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular garantiu que não ficou muito assustado com o fenômeno, já que tinha experiências com terremotos em sua terra natal. “Não me assustei muito porque no Chile tem muito terremoto, já passei por dois lá”, relembrou Ossandon, destacando que teme mais os tremores de terra do que o vento forte. “O tornado não me assustou porque ele tem um caminho a percorrer, e o terremoto está em todo lugar. Fiquei tranquilo”, apontou o senhor.

Mesmo com a comunicação parcialmente restabelecida na cidade, com exceção dos celulares que não funcionam corretamente, o pastor afirma que o local mais atingido pelo tornado ainda não possui energia elétrica, e que os bombeiros estão trabalhando na limpeza da área, permitindo apenas a entrada de moradores da rua. “Acredito que vai demorar”, disse Ossandon.

Resgate aos feridos
Segundo a polícia, um esquema especial foi montado no hospital da cidade para atender as vítimas, inclusive com o auxílio de médicos da região.
O Corpo de Bombeiros não soube informar para onde as pessoas desalojadas serão encaminhadas. Não há ainda o número total de pessoas que ficarão fora de casa por conta da destruição.

Segundo a Somar Meteorologia, o temporal que atingiu a região foi resultado de uma frente fria que veio do Sul do país e trouxe nuvens carregadas à região.

g1.globo.com