•  
     

TJ-RJ revoga prisão preventiva e manda soltar 31 manifestantes

TJ-RJ revoga prisão preventiva e manda soltar 31 manifestantes
Alvará de soltura já foi expedido; até 21h30, 19 já haviam sido liberados.
Prisão preventiva foi decretada na quinta (17) e anulada um dia depois.

Imagem

A Justiça do Rio revogou, nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva de 33 manifestantes presos na última terça-feira (15) no Centro do Rio. Todos eles já tiveram o alvará de soltura expedido. Por volta das 21h30, a Secretaria de Administração penitenciária (Seap) informou que 19 presos deixaram o complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste. Na prática, a decisão vai soltar 31 pessoas, já que, na quinta (17), dois deles conquistaram a liberdade — Renato Tomaz de Aquino e Ciro Brito Oiticica
A Seap informou que foram liberados Paulo Roberto de Abreu Bruno, pesquisador da Fiocruz, Adelson Luis Ferreira da Silva; Allan Manoel Mouteira; Bruno Vinicius Silva dos Santos; Francisco Wellington Lima Pereira; Luam Godinho Costa; Márcio Lopes da Rocha; Raphael da Cunha Lima; Bernardo Magalhães Lopes Souza; Lucas Pestana Rabay; Luis Henrique da Silva Rodrigues; Diego Lucena Tábora; Jivago Barros Novaes; Elcio Ramos Moraes; Pedro Assis Costa Martins; Abadias Vitoriano Guajajara; Cleiton Jose Thomaz Alves; Ruy Ribeiro Barros; e Claudevan Alves dos Santos.
O despacho da juíza Claudia Pomarico Ribeiro, da 21 ª Vara Criminal, sugere ainda o arquivamento do processo que acusa os envolvidos de associação criminosa. O crime foi incluído recentemente no Código Penal e facilitou a prisão de manifestantes — fato que foi questionado pela magistrada.

g1.globo