•  
     

Renan Barão garante: 'Não quero aprender nada com as derrotas'

Peso-galo, que disputa o cinturão interino da categoria contra Urijah Faber no UFC 149, garante que conhece os pontos fortes do rival do próximo sábado

Renan Barão definitivamente não está acostumado com as derrotas. Em 30 lutas na carreira, perdeu apenas uma vez - justamente a primeira. De lá em diante, foram 29 lutas, com 28 vitórias e um empate. Diante deste cartel, é natural que o lutador não saiba o que poderia aprender ao perder um combate. Ao ser perguntado sobre uma frase famosa entre os lutadores brasileiros, que costumam dizer que aprendem mais com a derrota do que com a vitória, o potiguar, que disputa o cinturão interino contra Urijah Faber no UFC 149, no próximo sábado, preferiu não descobrir que aprendizados são esses.

Imagem


- Acho melhor pular essa parte de perder. Não aprendo muito com derrota não. Fico muito feliz que o Brasil tenha tantos campeões e todos estarem trabalhando forte para dar show em todos os lugares - disse Barão, em entrevista ao site "MMA Heat".
O brasileiro também revelou ter estudado o jogo de Urijah Faber, pretendendo se manter na luta em pé ao invés de ir para o chão.

Imagem


- Sei que o Faber é um lutador duro, venho acompanhando-o não é de hoje, mas há muitos anos. Vai ser uma grande luta. Os pontos fortes dele são a mão direita e a parte de pé. Tem um bom wrestling e faz bem o ground and pound. Mas eu treinei, estou preparado e vou dar o meu melhor. Com certeza me sinto mais confortável lutando em pé, mas vamos ver como vai acontecer a luta. Se eu me sentir bem ali, vou me manter lutando em pé, tranquilamente, porque treino boxe desde muito novo. Fiz um excelente trabalho de boxe, wrestling e jiu-jítsu.
Questionado sobre o que representaria uma vitória e o cinturão interino do UFC, Barão garantiu que a conquista seria a realização de um sonho de criança.
- Ganhar é um sonho de muitos anos em que eu venho correndo atrás. Vai ser uma felicidade total não só para mim, como para toda a minha equipe e para a minha família. Todo o Brasil vai ficar muito feliz.

Fonte: Combate