•  
     

Razer lança um surpreendente tablet com Windows 8 para gamers

Máquina tem processador Intel Core i5, GPU Nvidia e acessórios que a transformam em um substituto do desktop.

A Razer está estreando no mercado de tablets com o Edge, um tablet Windows 8 com tela de 10 polegadas projetado especificamente para os gamers. Já havíamos visto um protótipo do aparelho na CES 2012, quando ele ainda era conhecido como “Projeto Fiona”, e o produto final já está no mercado, antes mesmo de outros tablets Windows 8 com processadores Intel de 64-Bit como o Vizion MT11x e o Microsoft Surface Pro.

Imagem

Dois modelos do Razer Edge estão disponíveis: o “Standard” e o “Pro”. Ambos tem versões de 64-Bit do Windows 8 e telas multitoque, além de um acelerômetro integrado e uma pintura preta “irada”. O modelo Standard custa US$ 999 e inclui um processador Intel Core i5, 4 GB de RAM, um SSD de 64 GB e uma GPU Nvidia GT640M LE. Já o modelo Pro custa a partir de US$ 1.300 e inclui a mesma GPU Nvidia GT640M LE, além de um processador Intel Core i7, 8 GB de RAM e um SSD de 128 ou 256 GB.

Ambos os modelos tem uma porta USB 3.0 e suporte à tecnologia Bluetooth 4.0, então você pode usar todos os periféricos de seu PC, incluindo joysticks, mouses e teclados. Também é possível comprar o Edge Pro em um pacote que inclui o Razer Edge Gamepad Controller, um controle proprietário com um visual um tanto estranho, que se parece com um par de PlayStation Move grudados a um case.


Imagem

O controle é preso à traseira do Edge e tem um par de sticks analógicos, além de motores para vibração, emulando a experiência de jogar em um console. O gamepad é completamente programável, mas deve funcionar sem maiores problemas com qualquer jogo de PC que suporte um gamepad USB padrão.

O controle não é a única coisa que você pode conectar ao Edge. Uma dock com teclado e uma docking station também estão disponíveis, o que torna o Edge uma opção mais versátil do que alguns tablets concorrentes com o Windows 8. A Keyboard Dock dispensa explicação e inclui um teclado completo (não mecânico) com teclas iluminadas. Mas a Docking Station é um acessório mais interessante: é recheada de portas que permitem ao Razer Edge funcionar como um PC Desktop enquanto acoplado a ela.


Imagem

A Docking Station recarrega a bateria do Edge e tem três portas USB 2.0, uma porta HDMI e entradas e saídas de áudio. Com ela você pode plugar um monitor de alta-definição, um mouse e teclado (ou alguns gamepads) e um headset ao Razr para jogar ou trabalhar sem precisar de um PC desktop.

É um recurso interessante que pode se tornar uma necessidade se o Edge demonstrar uma baixa autonomia de bateria no mundo real, algo que só iremos descobrir quando o levarmos ao nosso laboratório para alguns testes mais aprofundados. Neste meio tempo, há o conforto de saber que também há uma bateria extendida, que promete dobrar a autonomia.

A Razer apresenta o Edge como o tablet para joogos mais poderoso no mercado, e no momento ele provavelmente é, mas não é isso o mais interessante sobre o aparelho. O Edge parece comparar favoravelmente ao Microsoft Surface Pro, e mais concorrência significa melhores oportunidades para qualquer um interessado em comprar um tablet com Windows 8.


Imagem

Isso também significa que um fabricante de hardware para games para PCs tem um interesse de longo prazo na produção de tablets com Windows 8 projetados para os gamers, e isso é uma boa notícia para qualquer um preocupado com telas sensíveis ao toque e tablets ofuscando os jogos tradicionais para desktops, ou deixando de fora os entusiastas que exigem o máximo de desempenho.
 
Caramba vei babei agora, da hora mano
 
romário Escreveu:Caramba vei babei agora, da hora mano


monstruoso né mano. *----------------------*
 
ja avia visto, aconpanho site eo canal da rezer.
 
noossa esse e mto loko
 
P'h Escreveu:noossa esse e mto loko


séloko deve ser mó caro tbm