•  
     

Quase 700 instituições são 'reprovadas' em avaliação do MEC

Do total de 1.826 instituições de ensino que receberam conceito na classificação do Ministério da Educação (MEC) que mede a qualidade do ensino superior no País, 683 tiveram notas um e dois, consideradas insatisfatórias. O montante corresponde a cerca de 37% das instituições avaliadas. Os dados do Índice Geral de Cursos (IGC), publicados nesta quinta-feira no Diário Oficial da União, levam em conta a nota dos alunos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e outros indicadores como a infraestrutura e a qualificação dos docentes.

Das instituições que receberam o conceito mais baixo - um - sete são privadas e duas são públicas. Do total de 674 instituições que receberam conceito 2, 633 são privadas e 41 são públicas. A classificação aponta ainda que apenas 27 instituições tiveram nota cinco, sendo que 16 delas são públicas e as outras 11 são privadas.

Nesta tarde, o ministro da Educação, Fernando Haddad, fará uma coletiva à imprensa para explicar os dados. Segundo o MEC, o indicador orienta as visitas in loco dos avaliadores do Instituto Nacional de Educação e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), além de informar a sociedade sobre a qualidade das instituições.

Caso as visitas dos especialistas confirmem o resultado do IGC, as instituições com notas inferiores a 3 têm prazo para recorrer desse resultado. Mantida a nota baixa, a instituição não poderá abrir novos campi, cursos ou ampliar vagas em cursos existentes até resolver os problemas indicados, mediante termo de saneamento firmado com a Secretaria de Educação Superior.
 
por uma fonte é sempre bom..