•  
     

Procon enquadra Microsoft por problema com Windows 7

A atualização de segurança que desde quarta-feira, 10, vem gerando problemas a usuários do Windows 7 pode dar dor da cabeça à Microsoft junto à Justiça brasileira. Hoje, o Procon-SP notificou a companhia para prestar esclarecimentos sobre a situação.

A Microsoft precisa explicar o problema e os potenciais riscos gerados pela atualização 2823324 aos computadores. Também tem de ser informada a descrição dos produtos afetados e a quantidade de produtos comercializados.

Outra exigência do Procon é que a Microsoft apresente a descrição e comprovantes de medidas adotadas para ajudar quem foi prejudicado e os canais de atendimento disponibilizados.

"Se ficarem comprovadas irregularidades, a empresa poderá ser penalizada nos termos do Código de Defesa do Consumidor", afirma o Procon, que ainda instrui: "Os consumidores que tenham sofrido algum dano econômico têm o direito de reparação por parte da empresa, não conseguindo acordo satisfatório devem acionar o órgão de defesa do consumidor de sua cidade."

Pelo menos parte dessas medidas já foi adotada. A Microsoft liberou um procedimento que remedia o problema, desinstalando a atualização de segurança.

Dustin Childs, gerente de comunicações da empresa, comunicou que a Microsoft está ciente da ocorrência e que, como precaução, o 2823324 parou de ser enviado aos consumidores e foi retirado da central de download.

A atualização, segundo ele, combatia uma vulnerabilidade de nível moderado que requer que um atacante tenha acesso físico ao computador para explorá-la.


FONTE:http://olhardigital.uol.com.br/produtos/seguranca/noticias/procon-enquadra-microsoft-por-problema-com-windows-7