•  
     

Operário tem pescoço atravessado por vergalhão em obra e chega ao hospital conversando, na Zona Sul do Rio Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/operario-tem-pescoco-atravessado-por-vergalhao-em-obra-chega-ao-hospital-conversando-na-zona-su

Mais um operário teve o corpo atravessado por um vergalhão e sobreviveu, no Rio. Francisco Bento Barroso, de 47 anos, trabalhava numa obra na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, por volta das 13h, quando caiu sobre a barra de ferro, que atravessou seu pescoço. Ele teria ficado pendurado pelo vergalhão entre dois muros, sendo socorrido por colegas. Francisco chegou ao Hospital Miguel Couto, na Gávea, conversando com os bombeiros.
- Ele tentou retirar a barra, mas foi contido, gemendo de dor. Perguntavam coisas para ele, mas ele ficava calado. Quando os bombeiros chegaram, ele respondeu o nome dele e onde morava — contou a soldado da UPP dos Tabajaras Caroline dos Santos.
A cirurgia para remoção do vergalhão durou cerca de 5h e foi comandada pelo cirurgião geral Alexandre Edson de Azevedo. Exames mostraram que nenhuma vértebra foi lesionada e a medula está intacta. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, o paciente está na Unidade Intermediária do hospital sob observação, por ainda haver risco de infecção. Mas foi descartada a possibilidade de sequela.


ATENÇÃO: AS IMAGENS A SEGUIR SÃO FORTES

Imagem

Imagem

Imagem