•  
     

O Windows XP já era, hora de abandonar o barco !

O sistema operacional tem data marcada para ser abandonado. Saiba por que e o que você pode fazer a respeito.


Imagem

O Windows XP chegou às lojas em outubro de 2001. Com grandes novidades em sua interface, aos poucos ele foi conquistando as pessoas de todo o mundo. Mesmo tendo o criticado Internet Explorer 6 como navegador oficial, o SO sempre trabalhou com muita solidez e velocidade nunca antes vista.

Além disso, desde o começo, ele sempre funcionou de forma muito robusta, apresentando poucos problemas com relação a congelamentos e a temida tela azul da morte. E quem utilizou Windows 95 ou 98 sabe muito bem que, antes do XP, esses acontecimentos eram rotina.

Porém, dizem que tudo na vida tem um ciclo – e com o SO mais utilizado de todos os tempos isso não é diferente. Os recursos do Windows XP estão ficando ultrapassados, e a Microsoft já anunciou o fim do suporte ao software. Parece que aquele momento chegou: é hora de você partir para um novo sistema operacional.
Atualizações serão descontinuadas

Não somos nós que estamos decretando o fim do Windows XP. Quem faz isso é a própria Microsoft, que anunciou de forma oficial a interrupção de qualquer suporte ao SO. A data já foi cravada: 8 de abril de 2014. Ou seja, você tem menos de dois anos para pensar em qual será o seu próximo sistema operacional. E não se trata só do Windows XP. O Office 2003 também não contará mais com o suporte da companhia.


Imagem

Segundo a companhia, a descontinuidade do software se deve a vários fatores. A chamada Política de Ciclo de Vida de Suporte, desenvolvida pela empresa junto aos seus clientes, aponta um tempo de 10 anos para que esse acompanhamento seja realizado.

Além disso, a evolução da tecnologia requer, inevitavelmente, que novas soluções sejam criadas, tudo para que as demandas inovadoras em TI, aquelas que não existiam 10 anos atrás, possam ser atendidas da maneira correta.

Por fim, a Microsoft também cita o fato de que as vendas do Windows 7 e do Office 2010 superaram as do XP, sendo as versões com melhor desempenho mercadológico da história. E a prova disso é o fato de que o 7 já é mais utilizado que o XP, pelo menos nos Estados Unidos.




Riscos

O fim do suporte dado pela Microsoft é determinante para que uma série de problemas comece a surgir com mais frequência no Windows XP. Atualizações de segurança, por exemplo, não estarão mais disponíveis, algo capaz de comprometer os dados do seu computador.



Imagem
Pacotes de melhorias e compatibilidade, além dos drivers, também não vão mais aparecer. Que tal comprar um novo mouse wireless e não poder utilizá-lo? No caso de empresas, esses problemas podem ser ainda maiores, pois, além de o sistema ultrapassado atrapalhar a produtividade dos empregados, os bancos de dados da companhia estarão sempre à mercê dos riscos e brechas de segurança.

Isso inclusive já é de conhecimento público, uma vez que várias pesquisas apontam o Windows 7 como sendo comprovadamente mais seguro que o seu irmão mais velho, como esse relatório da própria Microsoft foi capaz de mostrar.


Desenvolvedores também abandonarão o barco

Com a descontinuidade anunciada pela gigante de Redmond, inevitavelmente o número de pessoas que utiliza o Windows XP deve cair drasticamente. E, como os desenvolvedores não têm tempo e dinheiro a perder, eles vão para onde houver maior potencial de mercado.

Com isso, não só o sistema operacional perde suporte como praticamente tudo o que você utiliza também será “abandonado”. Isso diz respeito não só a aplicações normais, mas também a ferramentas de sistema e programas essenciais para uma melhor experiência de uso. Dessa forma, problemas de compatibilidade, falta de grandes novidades e lentidão serão cada vez mais comuns em computadores com o SO.

A Microsoft tem razão?

Em uma postagem assinada por Kristina Libby e publicada no Windows Experience Blog, a companhia traz até mesmo um infográfico para mostrar como o mundo da tecnologia evoluiu nos últimos 10 anos, ilustrando de forma criativa a necessidade de todos nós nos atualizarmos.

E nesse ponto a Microsoft tem razão. Muitas pessoas apresentam certa resistência na hora de adotar coisas novas, mas quase sempre isso é necessário. Um exemplo simples: você estava satisfeito com as fitas VHS, porém, hoje em dia, com certeza não abre mão do DVD ou do Blu-ray para utilizar um antigo videocassete.


Imagem

As necessidades mudam à medida que a tecnologia avança. Se para rodar o Windows XP era preciso ter um PC com processador de 300 MHz, atualmente uma máquina dessas é lenta até mesmo quando comparada a celulares. E, com os hardwares avançados de agora, contar com um SO que saiba “o que fazer” com todos esses recursos é fundamental.

O Windows 7 já conta, por exemplo, com várias ferramentas de gerenciamento de energia, algo fundamental, uma vez que o mercado de computadores móveis cresceu vertiginosamente nos últimos anos. Já o próximo SO da Microsoft trará a interface Metro e toda a adaptação necessária para ser compatível também com os tablets – produtos que nem imaginávamos utilizar em 2001, ano de lançamento do XP.


E agora, para onde correr?

Como a Microsoft ainda suportará o Windows XP até abril de 2014, você tem cerca de 22 meses para escolher como vai se atualizar. Para usuários domésticos é bastante tempo, mas empresas precisam correr para se adaptar às novidades trazidas por sistemas diferentes.

E a escolha é sua. Há várias alternativas ao seu dispor – e que incluem não só os sistemas da Microsoft, Windows 7, 8 ou Vista (sim, este último é brincadeirinha!), mas também outros tipos de SO, como o Linux ou o OS X.


Imagem

A grande batalha das fabricantes de PCs para conseguir baratear os produtos e conseguir vendê-los por preços mais baixos acabou incentivando a evolução de algumas distribuições do mais famoso sistema operacional livre do planeta. O Ubuntu, por exemplo, é muito popular e bastante elogiado. Além disso, se você vai trocar de máquina, pode também considerar a compra de um Mac e começar a experimentar tudo o que o OS X tem de diferente do Windows.

Agora, se você não se vê longe dos sistemas operacionais da Microsoft, há duas opções disponíveis: adotar o Windows 7 imediatamente e já começar a usufruir de todas as suas funcionalidades ou, então, aproveitar esses últimos meses de vida do XP para ver qual será o desempenho do Windows 8 – para só depois tomar uma decisão.

Há quem acredite que o próximo SO será um fracasso, e que o Windows 7 repetirá o feito do XP, que atropelou o Vista e se manteve firme até os dias de hoje. Porém, como nós não podemos prever o futuro, nos resta somente esperar e ver como será o desempenho e aceitação do novo sistema.



Imagem
Até por isso, uma boa alternativa pode ser ficar em cima do muro. A Microsoft estuda oferecer descontos muito atraentes para quem tiver recém-adquirido o Windows 7 e, no ano que vem, quiser migrar para o novo sistema operacional.


Não largo por nada!

Bem, se você é fiel até o fim e não quer abandonar o Windows XP de jeito nenhum, saiba que a Microsoft não vai “proibir” ninguém de utilizar o SO. Caso você tenha que reinstalar o sistema, por exemplo, a ativação continuará funcionando normalmente.

Além disso, para os mais otimistas, existem chances de a falta de atualizações não fazer tanta diferença assim, pelo menos no que diz respeito às brechas de segurança. O pensamento é: em 2014, poucos malwares serão desenvolvidos exatamente para o XP. E, depois de cerca de 12 anos de suporte, não é possível que a Microsoft tenha deixado algo relevante passar.

.....

E você, ainda utiliza o Windows XP? Concorda com a Microsoft e acha que chegou a hora de ele se aposentar ou acredita que o sistema operacional ainda tem muito combustível para queimar?


fonte
 
Eu gosto de windows XP !!!