•  
     

O homem que fugiu da morte sete vezes e ainda ganhou na loteria

A vida de Frane Selak não é nada pacata – ele é considerado um dos homens mais azarados do mundo. E um dos mais sortudos também


Imagem


O final de semana está se aproximando e, logicamente, duas coisas passam pela sua cabeça: a) você vai poder sair, ver seus amigos e quem mais quiser; b) você está muito, muito cansado. E, pensando um pouco em dar uma injeção de ânimo para você, que saiu da cama hoje como se fosse um personagem de The Walking Dead, nós vamos contar a história abaixo.

Às vezes a gente só precisa mesmo de alguma história de sucesso para ter aquele tiquinho de incentivo que faltava para terminar o dia bem e/ou parar de reclamar da vida. O caso que você vai conhecer a seguir é tão surpreendente que chega a parecer mentira, mas não é. Estamos falando de um senhor de 85 anos chamado Frane Selak.


Passeio de trem


Imagem


Nascido na Croácia, Selak trabalhou como professor de música e agora, aos 85 anos, está aposentado. Esse simpático senhor poderia facilmente deter dois títulos completamente opostos: o de homem mais azarado do mundo e o de a pessoa com mais sorte de todos os tempos. Pode, Arnaldo? Pode.

Tudo começou em 1962, durante uma viagem de trem a Dubrovnik. O passeio ia bem até que um acidente fez com que o trem simplesmente saísse dos trilhos e despencasse em um rio que, detalhe, estava congelado. Saldo para nosso viajante: um braço quebrado e hipotermia, o que foi resolvido assim que o resgate chegou. Os outros passageiros não tiveram a mesma sorte.


Olha o aviãozinho


Imagem


No ano seguinte, Selak decidiu fazer uma viagem de avião, mas, durante o voo, uma porta da aeronave simplesmente arrebentou. Nosso viajante azarado foi arremessado para fora do avião – detalhe: sem paraquedas. O que é que acontece com alguém que cai de um avião em pleno voo? A pessoa morre, certo? Se essa pessoa for Selak, errado – o cara teve a sorte de cair sobre um monte de palha. Ele estava inconsciente quando foi resgatado, mas se recuperou bem, com apenas alguns arranhões. Os outros passageiros do avião morreram.

Selak esperou três anos para quase morrer novamente. Era apenas uma viagem de ônibus, mas o veículo acabou despencando e indo parar em um rio. Como essa não era a primeira vez que algo do tipo acontecia com a pessoa que mais driblou a morte nos últimos tempos, o professor apenas saiu nadando, são e salvo, com apenas alguns arranhõezinhos para contar história.


A saga continua


Imagem


Depois de três quase mortes, é normal que uma pessoa se sinta um pouco desmotivada – tipo você hoje, com aquela preguiça pós-almoço –, e, talvez por isso, Selak resolveu passar um tempo mais retirado, evitando pisar em trens, ônibus e aviões. Essa reclusa durou quatro anos e, num belo dia, quando tinha decidido dar uma voltinha de carro, o veículo pegou fogo enquanto Selak estava ao volante – ele saltou para fora do automóvel e correu a ponto de conseguir fugir da grande explosão que aconteceu alguns segundos depois.

Se o acidente de avião fez com que Selak nunca mais pisasse em uma aeronave, o de carro parece não ter sido assim tão traumático e, logo depois da explosão, ele comprou outro automóvel. E aí, leitor, você acha que essa foi uma boa ideia? É lógico que não foi! O carro novo durou três anos até explodir novamente. A diferença é que, dessa vez, Selak teve alguns ferimentos e queimaduras, e não apenas arranhões. Mas nada mais sério.


Período sabático


Imagem


Depois disso, algo poderoso deve ter acontecido, talvez o professor tenha começado a usar algum tipo de armadura ou capacete fixo, a gente não sabe. O fato é que ele ficou mais de 20 anos sem sofrer acidente algum. Será que ele poderia viver feliz para sempre acreditando que tudo o que havia de ruim já tinha acontecido em sua vida? Ah, não sejamos assim tão ingênuos...

Nós já percebemos que usar meios de transporte não era exatamente a melhor escolha para Selak, mas será que ele correria algum tipo de perigo enquanto estivesse andando? Um palpite. É o que você tem para responder a essa pergunta.

Durante uma caminhada em Zagreb, Selak foi atropelado por um ônibus e – adivinha – saiu ileso! Depois de tanta sorte, o cara já estava acreditando que tinha algum poder mutante – Fênix, é você? – e poderia correr riscos sem grandes problemas. Então, nesse caso, por que não arriscar a vida em algumas montanhas?


Rico e invencível


Imagem


Em 1996, Selak resolveu sair dirigindo em regiões montanhosas e, de repente, achou que seria uma boa ideia parar em uma esquina e observar um caminhão que vinha em sua direção e, sem ter para onde fugir, ele foi contra uma barragem e acabou despencando de uma altura de mais de 90 metros. No meio do caminho, porém, tinha uma árvore e, claro, nosso ninja agarrou-se a ela e escapou do carro que despencava.

O homem ficou conhecido como o mais sortudo de todos os tempos, embora esse título seja controverso: é sorte escapar da morte, mas é sorte também sofrer tantos acidentes assim? Foi essa dúvida que Selak quis sanar em 2003, quando resolveu apostar na loteria. Resultado: ele ganhou US$ 1 milhão.

Cinco anos depois de engordar seu saldo bancário, ele começou a distribuir dinheiro para seus familiares e amigos. Um dos bens que ele tinha adquirido era uma casa em uma ilha, mas a propriedade foi vendida e o dinheiro, doado. Ele dizia que já tinha tudo o que precisava para se considerar feliz – o único dinheiro que ele guardou foi o usado para fazer uma cirurgia no quadril e construir um santuário para a Virgem Maria.


fonte