•  
     

Natal

Imagem

O natal é uma das épocas mais bonitas do ano. Nesse momento, as cidades do mundo se preparam para celebrar a vida, a fé e a renovação das esperanças.

Pela religião cristã, o natal está associado ao nascimento de Jesus, mas para os romanos a celebração estava associada a uma festa pagã. A primeira vez que se comemorou o nascimento de Jesus em 25 de dezembro foi no ano 354.


Com a cristianização da data, a antiga festa pagã romana, chamada de Natalis Solis Invicti - “Nascimento do sol invencível”, foi esquecida, e o mundo passou a comemorar uma data religiosa.


Muitos estudiosos do Novo Testamento acreditam que Jesus não nasceu em 25 de dezembro. A explicação para a dúvida é que em dezembro os invernos na região de Israel são rigorosos e poderiam ter impedido o deslocamento de Maria e José até a estrebaria onde Jesus teria nascido.

Historiadores afirmam que o mais provável é que Jesus tenha nascido entre março e novembro. Assim, o dia 25 de dezembro teria sido estabelecido como o Natal sem nenhuma evidência histórica do nascimento de Jesus.

Atualmente, o Natal é uma data para reunir a família, rezar, agradecer a Deus e trocar presentes. Nesse dia se comemora o nascimento de Jesus Cristo e a salvação dos homens de seus pecados.

Na noite de natal, muitos católicos vão à Missa do Galo, que começa à meia-noite do dia 24 para o dia 25.

O Natal tem vários símbolos e ícones, como a árvore de natal, o presépio, as fitas, as velas, as estrelas de Belém e as luzes pisca-piscas. A troca de presentes que acontece na data está relacionada a tradição do Papai Noel, um homem chamado Nicolau, que tinha o costume de presentear secretamente as três filhas de um homem pobre.

De uma maneira geral, o natal está associado a um espírito de generosidade, fraternidade e amor ao próximo. A ceia de Natal é sempre uma ocasião especial para as famílias cristãs. Judeus, budistas e muçulmanos não comemoram o Natal.


Creditos: Bmc