•  
     

Não apenas Balo: espanhóis temem Pirlo em reencontro com Itália na final

Com dois gols e grande atuação, Mario Balotelli foi quem decidiu a favor da Itália na semifinal da Eurocopa 2012. Mas não é de se estranhar o fato de Andrea Pirlo ter sido novamente eleito o melhor em campo na vitória por 2 a 1 (reveja os gols) sobre a Alemanha, na última quinta-feira, em Varsóvia. A exemplo do confronto diante da Inglaterra, nas quartas, o meio-campista do Juventus desfilou com a bola nos pés e tornou-se um dos grandes temores por parte dos espanhóis para a grande decisão de domingo, em Kiev.
– Os atacantes e o meio-campista Pirlo são os maiores problemas que nós poderíamos encontrar. Não temos que centralizar na preparação e no treinamento. Balotelli será obviamente uma ameaça, como é Cassano. Temos de tentar desativar o ataque e Pirlo, que são os que controlam o jogo italiano – avaliou o meia Cesc Fàbregas, que não deixou de elogiar o polêmico atacante do Manchester City ao comentar os dois gols na véspera.29/06/2012 18h05 - Atualizado em 29/06/2012 18h19
Não apenas Balo: espanhóis temem Pirlo em reencontro com Itália na final
Cesc Fàbregas e Sergio Ramos destacam força do meio-campista, eleito o melhor em campo nas quartas e semifinal pela Azzurra: ‘Futebolista único’
Por Rafael Maranhão e Victor Canedo
Direto de Kiev


18 comentários

Com dois gols e grande atuação, Mario Balotelli foi quem decidiu a favor da Itália na semifinal da Eurocopa 2012. Mas não é de se estranhar o fato de Andrea Pirlo ter sido novamente eleito o melhor em campo na vitória por 2 a 1 (reveja os gols) sobre a Alemanha, na última quinta-feira, em Varsóvia. A exemplo do confronto diante da Inglaterra, nas quartas, o meio-campista do Juventus desfilou com a bola nos pés e tornou-se um dos grandes temores por parte dos espanhóis para a grande decisão de domingo, em Kiev.
– Os atacantes e o meio-campista Pirlo são os maiores problemas que nós poderíamos encontrar. Não temos que centralizar na preparação e no treinamento. Balotelli será obviamente uma ameaça, como é Cassano. Temos de tentar desativar o ataque e Pirlo, que são os que controlam o jogo italiano – avaliou o meia Cesc Fàbregas, que não deixou de elogiar o polêmico atacante do Manchester City ao comentar os dois gols na véspera.

Dupla Fàbregas e Sergio Ramos: os dois estão preocupados com todo o time da Itália (Foto: Agência EFE)
– É um grande futebolista, novamente demonstrou na quinta, teve momentos fantásticos e marcou dois golaços. Um de um verdadeiro centroavante e o segundo de craque. Esse lance na semifinal diz tudo – resumiu.
O zagueiro Sergio Ramos também tem uma opinião embasada sobre todos os nomes da Azzurra. Na memória está o empate por 1 a 1 em Gdansk, ainda na estreia pelo Grupo C. Ele teve trabalho na ocasião e vê alguma vantagem em poder atuar contra um rival conhecido.
– Sempre é bom conhecer mais coisas e, no fundo, é bom ter jogado contra eles porque essa experiência pode te servir para saber o que vai encontrar. É certo que tudo isso é muito relativo, pois podem mudar muitas coisas em relação ao primeiro jogo. A Itália é uma grandíssima seleção, com jogadores fantásticos e que contam com um futebolista único como é Andrea Pirlo.
Cassano também em alta
Antonio Cassano, com quem Sergio Ramos jogou no Real Madrid entre 2006 e 2008, é outro alvo da Fúria.
– Tive a oportunidade de desfrutar de um jogador como ele, que é um espetáculo inclusive nos treinamentos. Apesar do problema que teve nesse inverno se recuperou e, como amigo, fico muito feliz de vê-lo no nível em que está. Me sinto muito orgulhoso que tenha voltado a ser esse grandíssimo jogador que sempre foi – afirmou Ramos.Por fim, Fàbregas definiu o sentimento dos espanhóis diante da decisão.
– A história já fizemos, faremos mais que a história se ganharmos. E daremos tudo até o fim para poder passar grandes férias e poder descansar para vir no ano que vem com muita força e, sobretudo, celebrar a vitória com os familiares e toda a torcida que nos espera na Espanha.

Espanha e Itália duelam pelo título da Eurocopa 2012 a partir das 15h45m (de Brasília), no Estádio Olímpico de Kiev. Caso leve o título, a Fúria irá se igualar à Alemanha na quantidade de títulos (3). A Itália busca a sua segunda conquista. A TV Globo, o GLOBOESPORTE.COM e o SporTV transmitem ao vivo.