•  
     

Manchester United oferece R$ 82,4 milhões por Lucas

Divisão dos direitos é o que emperra a negociação. Proposta inglesa é de € 33 milhões. São Paulo quer € 30 milhões livres

Depois do Inter de Milão, que ofereceu € 25 milhões (R$ 62 milhões) por Lucas, quantia que foi ridicularizada pela diretoria do São Paulo, agora é o Manchester United que resolveu abrir os cofres para tentar tirar a jovem estrela tricolor do Morumbi. O clube inglês apareceu com uma oferta de € 33 milhões (equivalente a R$ 82,4 milhões na cotação desta sexta-feira) pelo atacante, que tem contrato com clube paulista até 2015.
O São Paulo, que antes se mostrava inflexível, já analisa a oferta dos ingleses com outros olhos. O problema é que o clube estipulou que só venderia Lucas se recebesse € 30 milhões livres (cerca de R$ 74,9 milhões). Na divisão dos direitos em contrato, o Tricolor ficaria com 80% do valor, e Lucas, 20%. Essa porcentagem irá mudar a partir do dia 1º de agosto, quando o clube passará a ter 70% e o jogador, 30% - no primeiro caso, o clube ficaria com € 6 milhões (aproximadamente R$ 15 milhões) a menos do que deseja, e no segundo, € 9 milhões (cerca de R$ 22,5 milhões).

Imagem


Nos patamares atuais, para que o clube receba o que espera, a proposta teria de chegar perto dos € 40 milhões (R$ 98 milhões). E uma pessoa ligada ao Tricolor revelou que, se isso acontecer, não será possível segurar o atleta. No ano passado, o Anzhi (RUS), clube que já teve o lateral-esquerdo Roberto Carlos e hoje conta com o atacante Samuel Eto’o e o volante Jucilei, ex-Corinthians, ofereceu o valor acima, mas Lucas não quis ir. Ele só aceita trocar o São Paulo por algum time grande do futebol europeu.
Tanto Internazionale quanto Manchester United vivem momentos de reformulação. O time italiano, que não conseguiu nem vaga para a Copa dos Campeões da Europa, dispensou seus atletas mais caros e procura uma grande contratação para acalmar seu torcedor. Já os Diabos Vermelhos, que viram o rival Manchester City conquistar o último Campeonato Inglês, querem montar uma equipe que seja capaz de reassumir a hegemonia no país e ainda brigar pelo principal título do continente.
No meio dessa disputa, Lucas está numa encruzilhada. Se antes falava que ficaria de qualquer maneira até a Copa de 2014, agora a situação é diferente. Em sua última entrevista antes de seguir para a seleção brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Londres, ele já disse que não seria possível garantir sua permanência. Uma coisa é certa: o atacante não vai abrir mão de sua porcentagem para facilitar uma negociação.

Fonte: GLOBOESPORTE.COM
 
Zika po sao paulo perder o Lucas...=S
 
A eu nao vendia n sao paulo ta precisando dele... :lol: