•  
     

Luis Alvaro brinca com 'passeio' do São Paulo a Campinas, mas nega que cansaço seja desculpa no Santos



Enquanto o Santos foi à altitude de La Paz enfrentar o Bolívar pela Libertadores da América, o São Paulo viajou a Campinas para enfrentar a Ponte Preta e, devido à chuva na cidade do interior paulista, teve o jogo cancelado diante da Ponte Preta pela Copa do Brasil. Diante de tal cenário, o presidente santista Luis Álvaro de Oliveira brincou com a diferença entre as semanas dos clubes que se enfrentam neste domingo, pela semifinal do Campeonato Paulista.

"Jogar a 3700m de altitude é uma agressão ao ser humano. Fora a violência cafajeste e primitiva. O Santos sofreu com isso, e o Muricy liberou os atletas para descansarem o dia todo. O São Paulo teve uma viagem curta até Campinas, era quase um passeio, puderam passar em frente ao maravilhoso bairro chamado Parque Prado. E a mãe natureza protegeu, além do desinteresse comum dos dois clubes. Não costumo reclamar, vamos para cima tentar se classificar", disse o mandatário em entrevista à rádio Estadão ESPN.

"Mas isso não pode ser desculpa. São 11 atletas para cada lado, acho que quem for ao Morumbi terá a chance de ver um grande espetáculo", completou.



São Paulo e Santos jogam às 16h de domingo, em jogo que, se terminar empatado, irá para a disputa de pênaltis. Às 18h30, no Brinco de Ouro da Princesa, o Guarani joga o clássico contra a Ponte Preta pela outra semifinal. A decisão, em dois jogos, começa um final de semana depois.

Fonte: Br msn