•  
     

Luis Alvaro afirma que lesão de Ganso é incurável e se diz aliviado com venda

O meia Paulo Henrique Ganso já foi até apresentado como jogador do São Paulo, no último domingo, mas segue sendo assunto no Santos. Na Suíça, onde participa de evento da Fifa, o presidente alvinegro, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, comentou a venda do jogador por R$ 24 milhões e disse que ele tem um "problema sério".

- Vão ter de acompanhar com muito cuidado o jogador. Na minha opinião, o que ele tem é incurável - afirmou, em entrevista ao jornal Estadão.

Fora dos gramados desde o fim de agosto, o camisa 8 do Tricolor tem previsão de retorno apenas novembro. Vale lembrar que ele já teve de operar os dois joelhos e sofreu com problemas musculares no Peixe. Porém, nem na Vila Belmiro, nem no Morumbi médicos divulgaram algum tipo de contusão sem cura.

Antes de contratar Ganso, o São Paulo consultou José Luiz Runco, médico da Seleção Brasileira, que deu aval para o negócio. O Tricolor aposta no Reffis para recuperar o meia o quanto antes e podê-lo utilizar no Brasileirão.

Além de opinar sua o estado clínico do ex-santista, Luis Alvaro disse estar aliviado com o fim da novela envolvendo a saída do jogador.

- Não aguentava mais. Sua saída foi a melhor solução.

Nos últimos meses, a relação entre o dirigente e Ganso estava bastante estremecida, a ponto de o atleta se recusar até em estender a mão para cumprimentar o cartola. Ambos sequer se despediram, já que quando a transferência para o São Paulo foi selada Luis Alvaro estava na Europa.