•  
     

Kleina pede que diretoria mostre força contra erros de arbitragem

Imagem

A anulação do gol de mão de Hernán Barcos, segundos após o mesmo ser validado pela arbitragem da partida entre Internacional e Palmeiras, no Beira Rio, ocupou boa parte da entrevista do técnico Gilson Kleina após o jogo. Durante a entrevista o treinador se mostrou mais irritado do que em qualquer outro tropeço da equipe no torneio.

O fato do lance ter sido invalidado pelo árbitro Francisco Carlos Nascimento após o mesmo ter sido informado sobre a irregularidade pelo delegado da partida, fez com que Kleina recordasse de outras ocasiões nas quais a equipe teria sido prejudicada no Brasileirão. Chateado, o treinador cobrou que o uso de recursos tecnológicos também fossem usados para apontar erros cometidos contra o Palmeiras, e pediu que a diretoria do Verdão participe da discussão.

"Muitas vezes, julgamentos estão sendo feitos por lances mostrados em imagens, como pênaltis não marcados ou jogadas violentas. Se é para usarmos os recursos, usemos para todos os jogos. Já que se participa em lances decisivos, participem também quando o número 13 (Rodrigo Moledo) segura o Artur dentro da área e não foi dado pênalti. Ninguém aqui está premiando o erro, mas basta lembrar dos dois amarelos que o Luan recebeu contra o Corinthians, o pênalti que não foi dado no Henrique no final do primeiro jogo contra o Cruzeiro, no primeiro turno", enumerou Kleina, cobrando atitude do clube para a sequência do Brasileiro.

"Aí tem de entrar nossa diretoria, nossa presidência, tem de entrar a força do Palmeiras. Falo aqui por 15 milhões de torcedores, uma nação. Houve um lance polêmico hoje (sábado), temos que ver de que maneira vamos analisar. Não se pode ficar só prejudicando o Palmeiras",emendou.

Diretor jurídico do Palmeiras, Piraci Oliveira revelou pelo Twitter que o clube cogita pedir a anulação do jogo. Após a partida, o procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, disse ainda que o Verdão pode até entrar com pedido para que a partida seja impugnada. Apesar disso, o próprio Gilson Kleina é sucinto ao não mostrar confiança de que o confronto diante do Inter seja anulado.

A derrota manteve o Palmeiras com 32 pontos, na 18ª posição do Brasileirão. Com o empate entre Bahia e Grêmio, o Verdão ficou a cinco pontos do Tricolor baiano, primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Alviverde volta a campo apenas no próximo domingo, contra o Botafogo, às 17h (de Brasília), na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

[rul=http://www.goal.com/br/news/3599/futebol-nacional/2012/10/28/3484138/kleina-pede-que-diretoria-mostre-for%C3%A7a-contra-erros-de?source=breakingnews]fonte[/url]