•  
     

Justiça do Trabalho embarga obras de reforma da Arena da Baixada

Justiça do Trabalho embarga obras de reforma da Arena da Baixada
Foram encontradas irregularidades na segurança dos trabalhadores da obras do estádio do Atlético-PR, que está sendo reformado para a Copa
Por Fernando Castro
Curitiba

105 comentários
Arena da Baixada (Foto: Divulgação/ Atlético-PR)
Arena da Baixada está em reformas desde 2011
(Foto: Divulgação/ Atlético-PR)
A Justiça do Trabalho embargou, nesta terça-feira, as obras de reforma da Arena da Baixada, em Curitiba. De acordo com a decisão da juíza Lorena de Mello Rezende Colnago, uma série de irregularidades referentes à segurança dos trabalhadores foram constatadas nas obras.
A Arena será palco de quatro partidas da Copa do Mundo de 2014, e vem sendo reformada desde 2011. O estádio pertence ao Clube Atlético Paranaense e os recursos para as obras são divididos entre o clube, a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Paraná.
O embargo é baseado em relatório do Grupo Móvel de Auditoria de Condições de Trabalho em Obras de Infraestrutura do Ministério do Trabalho e Emprego (GMAI), que demonstrou “grave risco de soterramento de trabalhadores, atropelamento e colisão, queda de altura e projeção de materiais, dentre outros graves riscos”, segundo a decisão judicial. A ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho contra a CAP/S.A – Arena dos Paranaenses, empresa responsável pelas obras, e considerada procedente pela juíza.
Diante da perspectiva de “dano irreparável”, a juíza determinou embargo imediato até que as medidas de proteção apontadas pelo relatório do GMAI sejam implementadas. O descumprimento pode acarretar em multa diária de R$ 500 mil. Além da decisão, a juíza ainda designou uma audiência entre as partes para a próxima sexta-feira, 4 de outubro.
Em nota ao GLOBOESPORTE.COM, a CAP/S.A informou que não irá se manifestar sobre o assunto.