•  
     

Jadson guarda ótima recordação do Corinthians no estádio do Pacaembu

Meia do São Paulo relembra bela atuação que teve em 2004, quando fez três gols e deu passe para dois na goleada de 5 a 0 do Atlético-PR sobre o Timão

Imagem

Contratação mais cara do São Paulo para a temporada 2012 (custou R$ 8,7 milhões e mais 30% dos direitos econômicos do volante Wellington, avaliados em R$ 7,2 milhões), o meia Jadson disputará o seu primeiro clássico pelo Tricolor neste domingo, diante do Corinthians. E o palco do duelo que terá início às 17h já trouxe muita sorte para o camisa 10 do Tricolor que, em 2004, teve uma das melhores atuações de sua carreira diante do rival de Parque São Jorge.

Vestindo a camisa do Atlético-PR, Jadson, que tinha 20 anos na época, marcou três gols e comandou a goleada por 5 a 0, em partida realizada no dia 23 de maio, pelo Campeonato Brasileiro. Os outros dois gols, marcado por Dagoberto, que também passou pelo São Paulo, surgiram de passes do meio-campista, que sorri ao lembrar daquela partida.

- Me lembro muito bem deste jogo. Conseguimos ganhar de 5 a 0. Foi uma noite inesquecível para mim por conta destes três gols. Tive outras grandes atuações na carreira, mas estará ficará marcada pelos três gols e também pela goleada - afirmou o jogador, em entrevista ao site oficial do Tricolor.

Pelo Furacão, Jadson enfrentou o Timão em outras duas oportunidades e ganhou ambas. A primeira, pela Série A de 2003, terminou com a vitória por 3 a 1, na Arena da Baixada. . No ano seguinte, pelo mesmo campeonato e no mesmo local, o time paranaense venceu pelo mesmo placar e o jogador marcou um dos gols. Para ter êxito novamente, o jogador pede atitude ao grupo.

Imagem

- A nossa equipe tem de estar unida, pois será um jogo muito difícil e vale a liderança. Temos de chegar lá e mostrar um bom futebol para conseguir sair com os três pontos. Certamente isso será fundamental para o nosso time - ressaltou.

O camisa 10 ainda está longe de suas melhores condições. Até por isso, ainda não jogou uma partida inteira pelo Tricolor. Ele atuou 64 minutos na vitória sobre a Ponte Preta e 45 minutos no empate diante do Comercial. Para o técnico Emerson Leão, é um fato absolutamente normal e o jogador ainda tem muito a crescer.

- Ele acabou de chegar, ficou sete anos fora. Ainda vai se adaptar ao estilo de jogo do futebol brasileiro. Vamos continuar incentivando e certamente ele irá melhorar - afirmou o treinador.