•  
     

Guarani bate o Palmeiras com direito a gol olímpico e semi do Paulista terá dérbi de Campinas

ImagemGuarani 3x2 Palmeiras Imagem

O Palmeiras perdeu mais uma no Brinco de Ouro da Princesa. Desta vez, no entanto, a derrota por 3 a 2 significa a eliminação do Campeonato Paulista nas quartas de final. Com gol olímpico de Fumagalli e outros dois de Fabinho, após cruzamentos de Oziel, o time de Campinas concretizou o sonho da torcida e vai disputar a semifinal diante do arquirrival Ponte Preta, no domingo, no seu estádio, provavelmente em clássico de torcida única. Assunção e Henrique descontaram.

Se no primeiro tempo o Palmeiras mostrou que corrigiu os problemas que o fizeram sair derrotado na primeira fase e até fez o suficiente para dominar o jogo, no segundo, o time voltou a falhar na bola aérea e na marcação pelas laterais. O resultado é a eliminação do time de Luiz Felipe Scolari, que agora só tem a Copa do Brasil para se preocupar até o início do Campeonato Brasileiro.

O jogo começou muito equilibrado, com os dois times sendo mais eficiente na hora de destruir do que armar. As melhores chances, mas que nem chegavam a arrancar suspiros dos torcedores, eram nas bolas aéreas. Até que, aos 22 minutos, Cicinho fez boa finta pela direita do ataque, lançou Hernán Barcos, que chutou da entrada da grande área. Emerson colocou para escanteio. Seis minutos depois, o argentino teve outra boa chance pela esquerda. Na divida, perdeu a bola e viu Luan pegar o rebote. Emerson defendeu mais uma.
Imagem

O Palmeiras era bem melhor do que o Guarani, que só conseguia fazer Deola trabalhar nas bolas paradas. Aos 34, foi a vez de João Vítor dar chute de fora da área e colocar a bola por cima da meta do adversário. Um minuto depois, Barcos recebeu levantamento na área, raspou na bola, que passou a centímetros da furquilha de Emerson. Sete minutos depois, Daniel Carvalho limpou a zaga do Guarani e deu bom chute de fora da área. O goleiro, no entanto, conseguiu praticar a defesa. A melhor chance do Guarani veio, claro, na bola aérea, aos 43 minutos. Em cruzamento, Henrique não conseguiu cortar e Danilo Sacramento quase abriu o placar.

No segundo tempo, os times voltaram exatamente iguais. A diferença é que o Guarani aproveitou a primeira chance que teve aos 5 minutos. Fumagalli bateu escanteio e fez o gol olímpico, para o delírio dos donos da casa. O gol derrubou o Palmeiras, que tomou o segundo gol logo em seguida. Oziel correu pela direita, cruzou e acertou Fabinho, que desviou e ampliou a vantagem. Aí o time de Felipão resolveu reagir.

Aos 9 minutos, Luan arrancou pela esquerda, deu um chute muito forte, e Emerson deu rebote. Marcos Assunção empurrou para as redes e diminuiu a diferença no placar quando a torcida do Guarani já gritava "o dérbi vem aí". Depois, o Palmeiras chegou por mais duas vezes perto do gol: com Assunção, aos 18, batendo falta, e com Luan, em boa jogada pela esquerda, que terminou em bola raspando a trave esquerda de Emerson. O mesmo atacante aproveitou rebote de jogada de Barcos e colocou novamente a bola perto do travessão do goleiro.

O Guarani foi conseguir controlar a pressão do seu adversário aos 22 minutos. Aos 28, chegou até a marcar um gol com Danilo Sacramento, mas o assistente sinalizou impedimento de maneira correta. No lance seguinte, novamente ele, Marcos Assunção, quase empatou o placar. Em falta de meia distância, ele colocou a bola no canto esquerdo de Emerson, que conseguiu segurar a bola e evitar o problema para os donos da casa. Aos 30, o Guarani aproveitou a vontade do Palmeiras empatar o jogo e quase marcou o terceiro em contra-ataque. Deola fez boa defesa após chute de Fabinho.

Aos 38 minutos, Felipão chegou a ficar com Valdivia, Daniel Carvalho, Luan, Barcos e Fernandão em campo. Tudo para tentar o empate. As tentativas, no entanto, foram vão. O Guarani ainda ampliou a vitória, fez outro gol com Fabinho após falha de Deola. Henrique diminuiu, mas não adiantou nada.

Fonte