•  
     

Facebook pode começar a rastrear cursor do mouse de usuários

Novo método está sendo testado e pode ser usado para medir a atratividade dos anúncios em cada consumidor

Imagem

Você já está acostumado com os rastreios que o Facebook faz de acordo com as suas atitudes na rede social. Os algoritmos utilizam cruzamentos de informações das páginas que você curte, daquilo que você passa mais tempo lendo e dos links que você acessa, por exemplo, para saber quais são os anúncios com maior chance de engajamento. Agora, um novo método está sendo testado para tornar isso ainda mais eficaz.

Segundo o que Ken Rudin (um executivo do Facebook) contou ao The Wall Street Journal, a rede social estaria testando novas formas de medir o interesse dos usuários em relação aos anúncios que são mostrados nas timelines e em outros locais do serviço. Uma dessas formas seria o rastreamento do cursor do mouse. Isso mesmo: o Facebook poderá saber em que área da tela o seu cursor está posicionado.

Rudin disse ao jornal norte-americano que o novo sistema pode reconhecer o que chama mais a atenção dos usuários, de acordo com o tempo que eles deixam o cursor sobre cada anúncio — e também relacionando isso aos cliques, fazendo com que seja mais fácil medir o quanto cada item mostrado nas telas pode influenciar no consumo. E por que isso é importante?

Sabendo quais são as áreas da tela em que o cursor do mouse permanece mais tempo, o Facebook pode adicionar algumas mudanças no layout para colocar novos anúncios exatamente nesses locais. Por enquanto, o sistema está sendo utilizado apenas em testes e não há previsão para a aplicação comercial deles. Mesmo assim, Rudin disse ao The Wall Street Journal que talvez seja possível adicionar o recurso à rede social em alguns meses.



Fonte


Ressuscitado pela última vez por CoLoRaDo em 02 dez 2013 13:11.