•  
     

'Espionagem entre amigos, isso não se faz', diz Merkel a respeito dos EUA

24/10/2013 12h56 - Atualizado em 24/10/2013 15h43
'Espionagem entre amigos, isso não se faz', diz Merkel a respeito dos EUA
Governo alemão acusou EUA de possível 'grampo' a celular da chanceler.
Obama, em conversa com ela, negou as acusações.

A chanceler alemã Angela Merkel, que teve seu celular possivelmente grampeado pela Agência Nacional de Segurança americana (NSA), afirmou nesta quinta-feira (24), ao chegar à cúpula de chefes de Estado e de Governo em Bruxelas, na Bélgica, que "amigo não espiona amigo".

"Espionagem entre amigos, isso não se faz", disse Merkel.
Ela disse ter transmitido esta mensagem ao persidente Barack Obama, a quem pediu explicações.
Merkel vai se reunir com o presidente francês, François Hollande, para tratar da questão da espionagem dos Estados Unidos.
saiba mais
Leia mais notícias sobre o caso da espionagem
ENTENDA O CASO
EUA e Reino Unido espionam a Itália, diz revista
Dilma defende regras globais para internet
"Os fatos são os fatos. Não podemos aceitar, seja de quem for, uma espionagem sistemática. São necessárias medidas e não se pode imaginar isso a nível de um único país, são necessárias medidas europeias (...) para que cesse esta atitude", disse o primeiro-ministro belga, Elio Di Rupo, que teve casos de espionagem também registrados em seu país.



g1.globo