•  
     

Em final acidentado, brasileiro capota e carro se arrasta por 500m na Nascar

Em final acidentado, brasileiro capota e carro se arrasta por 500m na Nascar
Tocado de lado por um adversário, Miguel Paludo vira desgovernado no oval de Talladega e quase cruza a linha de chegada de cabeça para baixo

A prova deste sábado na Truck Series, terceira divisão nacional da Nascar, foi marcada por diversos “big ones” – aqueles acidentes que envolvem diversos carros nos circuitos ovais. Mas nenhum foi tão impressionante quanto o que aconteceu a uma curva para a bandeirada na etapa de Talledega, nos Estados Unidos. Um dos protagonistas da batida múltipla foi o brasileiro Miguel Paludo, que acabou capotando, tendo sua picape arrastada com as quatro rodas para cima por cerca de 500 metros. O gaúcho foi retirado do circuito de ambulância, mas passa bem.

Imagem

Imagem

A 22 voltas para a bandeirada, a corrida teve um acidente envolvendo sete carros, que eliminou James Buescher, um dos rivais de Miguel na briga pelo título. Andando entre os oito primeiros colocados ao longo de boa parte da corrida, Paludo cometeu um erro no final, ao se posicionar atrás de um piloto mais lento, o que jogou a picape 32 do brasileiro para as últimas posições. O que acabou sendo positivo para ele, já que algumas voltas depois houve um acidente envolvendo outros quatro carros exatamente no pelotão onde o competidor estava. Esta novo acidente provocou mais uma longa bandeira amarela, deixando pouco tempo de pista livre até a bandeirada.

Imagem

Com um ritmo forte, Miguel logo encostou no primeiro pelotão novamente, quando se formaram as “duplas”, situação em que dois pilotos se ajudam para que, juntos, alcancem maior velocidade final. Na última volta, Paludo estava em oitavo, colado na picape número 4 de Jeb Burton, que havia largado na pole, quando o norte-americano perdeu o controle e acertou o 51 de Kyle Busch, que vinha ao seu lado. Busch cruzou a pista e acertou a lateral do carro de Miguel, que capotou imediatamente.
A picape 32 ainda foi acertada novamente por outro competidor que não teve como desviar, e se arrastou com as quatro rodas para o alto por cerca de 500 metros, provocando muitas faíscas no contato do teto do carro com o asfalto. Por pouco, o brasileiro não recebeu a bandeira quadriculada nesta posição. Seu carro desvirou a poucos metros de cruzar a linha de chegada, tendo um princípio de fogo no capô.
Na confusão, vários outros acidentes aconteceram, e somente dois carros passaram ilesos pela linha de chegada. O vencedor foi o piloto do carro 98, Johnny Sauter, que chegou em primeiro pela nona vez na categoria.

globoesport.com