•  
     

Eclipse forma 'anel de fogo' e é visto na Ásia e América do Norte;

Milhares de filipinos saíram às ruas nesta segunda-feira (21) para ver o eclipse solar, que também pôde ser visto em outros países como China, Japão, Rússia e, ao longo do dia de hoje, será avistável na costa oeste dos Estados Unidos e do Canadá.

O eclipse, conhecido como anular, atinge seu ápice quando forma um "anel de fogo" visível no céu, momento em que a Lua fica entre a Terra e o Sol.

Imagem

Os chineses foram os primeiros a presenciar o primeiro eclipse solar de 2012, que teve início no domingo. A sombra da Lua sobre o Sol pode ser de até 96% e, dependendo da região onde é visto, sua duração pode variar. Em alguns locais, durou até cinco minutos.

No Japão, um eclipse como esse não era visto desde 1839. Por conta do "intervalo", as emissoras de TVs transmitiram o evento ao vivo e uma delas enviou uma equipe ao topo do monte Fuji.

Como olhar diretamente para o eclipse causa problemas médicos, a população foi orientada previamente, inclusive o ministro da Educação japonês, Hirofumi Hirano, foi à TV mostrar como usar óculos especiais.

Uma outra reportagem aguardou registrar, em um zoológico no sul de Tóquio, a reação dos chimpanzés, mas os animais não tiveram nenhuma mudança no comportamento, para decepção da equipe.

No Centro de Macacos do Japão, um grupo de 20 lêmures pulou o café da manhã e escalou e pulou entre as árvores, um comportamento noturno típico. Finalizado o eclipse, os animais voltaram às atividades diurnas normais. "Eles devem ter reagido ao eclipse", comentou o diretor do local, Akira Kato, à rede de TV NHK.

Índios navajos, que vivem na América do Norte, seguiram a tradição de seus antepassados, permanecendo em casa. Segundo um deles, eles evitarão comer, beber ou dormir enquanto durar o eclipse.


Fonte: folha.com
 
Nossa , deu medo XD
 
Filé demais :)