•  
     

CR7 e Kaká param na muralha Neuer, e Bayern elimina o Real nos pênaltis

Poderia ser o jogo de Cristiano Ronaldo, que marcou duas vezes no tempo normal. Ou poderia ser o de Kaká, que saiu do banco de reservas no fim do segundo tempo para se aproveitar do cansaço dos rivais. Mas era a noite de Manuel Neuer. O goleiro titular da seleção alemã se consagrou ao defender as penalidades do português e do brasileiro e ainda contou com um chute para fora de Sergio Ramos para levar o Bayern de Munique à grande decisão da Liga dos Campeões, após vitória por 3 a 1 nos pênaltis e derrota por 2 a 1 até a prorrogação, nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu. Detalhe: a finalíssima será na Allianz Arena, casa do Bayern, contra o Chelsea, no próximo dia 19 de maio.
Por pouco Iker Casillas também não foi herói. O goleiro espanhol defendeu duas cobranças dos bávaros - de Kroos e Lahm -, mas Alaba, Mario Gómez e Schweinsteiger deram números finais a uma emocionante e exausta semifinal. O holandês Arjen Robben, que não participou da disputa final, marcou no primeiro tempo, justamente de pênalti.
Com o sonho do 10º título continental adiado novamente, resta aos merengues concentrarem os seus esforços no Campeonato Espanhol, competição em que o time é líder com sete pontos de vantagem para o arquirrival Barcelona, que também se despediu da Champions nesta semana. Restam quatro rodadas.
Os alemães, por sua vez, também apagaram a má impressão deixada no estádio após a decisão da Liga dos Campeões de 2010. Na ocasião, foram derrotados para o Internazionale de Milão, comandado por José Mourinho, por 2 a 0. A equipe comandada por Jupp Heynckes busca o seu quinto título em final inédita contra os Blues, que ainda não conquistaram a Champions - bateram na trave em 2008, diante do Manchester United, nos pênaltis.
Início avassalador
Em um cenário próximo do ideal para o Real Madrid, o time conseguiria reverter a vantagem do Bayern de Munique com 15 minutos de jogo. Foi exatamente o que aconteceu em um Santiago Bernabéu pulsante. A torcida comprou o barulho e fez do seu estádio uma arma que funcionou - ao menos no início.
Prova disso foi o pênalti marcado logo aos cinco minutos. Di María recebeu lançamento de Marcelo e acertou chute de primeira. Alaba se jogou para interceptar a finalização e tocou com o braço na bola. O juiz hesitou por um instante, mas a pressão foi tamanha que o árbitro húngaro Viktor Kassai apontou para a cal mesmo sem muita convicção. Cristiano Ronaldo não repetiu Lionel Messi na véspera e converteu, desviando de Neuer: 1 a 0.
O Bayern concentrava suas forças no ataque. A resposta quase foi instantânea, mas o holandês Arjen Robben perdeu gol inacreditável após cruzamento de Alaba, aos sete, já na pequena área. Aos 11, foi a vez de Mario Gómez chutar da entrada da área e obrigar Casillas a espalmar. Ribéry tentou completar no rebote, mas Khedira salvou com um carrinho.
Anexos
cristianoronaldo_afp.jpg
cristianoronaldo-neuer-afp.jpg
 
Nossa. Verdade parou muralha. LoL