•  
     

Cavadinha de Romarinho na Bombonera espanta até os colegas

Castán diz que, se fosse o atacante, teria dado um bico na bola. Fábio Santos ressalta que o jovem precisa manter o foco e 'não se iludir'

A frieza com que Romarinho salvou o Corinthians da derrota contra o Boca Juniors deixou todo mundo surpreso, inclusive os companheiros de time. O jogo estava 1 a 0 para os argentinos quando o atacante, em seu primeiro toque na bola, recebeu de Emerson dentro da área e, com uma cavadinha, encobriu o goleiro Orión. E isso num jogo da decisão da Taça Libertadores da América.
– Ele ainda não sabe que está no Corinthians. Falei para ele: "Você deu uma cavadinha!". Eu disse que daria um bico na bola. Isso mostra a qualidade que ele tem. Viu o goleiro caindo e a opção dele foi perfeita. Foi muita frieza. Realmente é muito bom. Humilde, do bem. Não foi um _______ que chegou cheio de perna (metido na gíria dos jogadores de futebol) – disse Leandro Castán.
Romarinho tem quatro jogos pelo Corinthians e três gols. Além daquele marcado na Bombonera, o atacante já havia feito dois na vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, domingo, no Pacaembu, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.
– O grupo o acolheu muito bem. Não tem como não acolher, também. Fez dois contra o Palmeiras e um no Boca – brincou o zagueiro, seguido de perto pelo lateral-esquerdo Fábio Santos.
– Em dois jogos o Romarinho deu mais bicho que eu e o Leandro Castán juntos – zombou Fábio Santos, em relação ao prêmio recebido pelos jogadores quando o clube consegue Por mais que Romarinho tenha feito gols importantes e esteja em alta, Castán e Fábio Santos, assim como Tite, conversaram com ele para não subir à cabeça. A preocupação é para que o atacante não se iluda com a importância dos gols e que isso não atrapalhe o restante da carreira dele.
– Conversamos com ele. Para não empolgar demais. Falamos que isso é tudo mentira. Se perder, vão quebrar tudo e esquecer do gol. Ele me disse que ainda não sabia o que estava acontecendo. Ele não tem noção que foi o primeiro jogador do Corinthians a marcar um gol em uma final de Libertadores. Mas precisa se manter focado, não se empolgar. Vamos procurar ajuda-lo nesse sentido – completou Fábio Santos.
O elenco volta a trabalhar neste sábado e domingo. Ambos os treinos serão realizados pela manhã. Visando a preparação para a segunda partida da final da Libertadores, na quarta-feira, às 21h50m, no Pacaembu, o grupo não terá folga.
 
LIBERTADORES JA É NOSSA
VAMU VAMU MEU TIMAO NAUM PARA DE LUTAR
 
BOCAAAAAAAAAAAAAAAAA
 
BOCAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA SMP BOCAAAAAAAAAAA
 
Bocaaa
 
Bocaaaaa , Bocaaaaaa
 
Booca , Booca...