•  
     

Call of Duty

Call of Duty

Call of Duty é uma franquia de jogos eletrônicos de tiro em primeira pessoa criada por Ben Chichoski. A série começou em PC, posteriormente expandindo-se para consoles e portáteis. A maioria dos jogos é ambientado na Segunda Guerra Mundial, com a exceção de Call of Duty 4: Modern Warfare, Call of Duty: Modern Warfare 2 e Call of Duty: Modern Warfare 3, situados em épocas modernas, já o Call of Duty: Black Ops, a história desenvolve-se durante a Guerra Fria.

Os jogos da série são editados pela Activision, sendo desenvolvidos primariamente pelas produtoras Infinity Ward e Treyarch, com outros jogos produzidos pela Gray Matter Interactive, Spark Unlimited, Pi Studios, Amaze Entertainment, Rebellion Developments e n-Space usando uma variedade de motores, como o id Tech 3, o Treyarch NGL e o IW 4.0. Entre outros produtos da franquia estão uma linha de action figures projetada pela Plan-B Toys, um jogo de cartas criado pela Upper Deck, e uma série em quadrinhos publicada pela WildStorm.

Atualmente, é a franquia de jogos eletrônicos mais rentável da história, faturando com o seu último lançamento, Call of Duty: Modern Warfare 3 mais de 400 milhões de dolares em apenas 24 horas. Este posto antes era assumido pela franquia Grand Theft Auto, todavia o mesmo foi perdido com o lançamento do Call of Duty 4: Modern Warfare, no segundo semestre de 2007. Além de se assegurar em primeiro lugar no Ranking de jogos eletrônicos, Call of Duty também lidera na categoria entretenimento, como sendo o produto mais rentável, ultrapassando por exemplo, clássicos do cinema, como Star Wars e O Senhor dos Anéis.

Em novembro de 2009, o total de vendas de todos os jogos da série havia ultrapassado a marca de 55 milhões de unidades vendidas mundialmente, obtendo no processo um lucro de três bilhões de dólares.


Todas as Séries

Todas as Séries.JPG


Todas as Séries: outras plataformas

Todas as Séries - Outras Plataformas.JPG


Série principal

Segunda Guerra Mundial

Call of Duty (2003)
Call of Duty 2 (2005)
Call of Duty 3 (PlayStation 2, 2006)
Call of Duty: World at War (2008)

Guerra Fria

Call of Duty: Black Ops (2010)

Era Moderna

Call of Duty 4: Modern Warfare (2007)
Call of Duty: Modern Warfare 2 (2009)
Call of Duty: Modern Warfare 3 e Modern Warfare 3: Defiance (2011)

Jogos secundários

Call of Duty: United Offensive (expansão para Call of Duty)
Call of Duty: Finest Hour
Call of Duty 2: Big Red One
Call of Duty: Roads to Victory (versão para PSP baseada em Call of Duty 3)

Outras versões e adaptações

Call of Duty: World at War Final Fronts (adaptação de Call of Duty: World at War para Playstation 2)
Call of Duty: Modern Warfare - Reflex Edition (edição de Call of Duty 4: Modern Warfare para Nintendo Wii)
Call of Duty: Modern Warfare: Mobilized (versão de Call of Duty: Modern Warfare 2 para Nintendo DS)
Call of Duty: The War Collection (compilação de Call of Duty 2, Call of Duty 3 e Call of Duty: World at War feita para Xbox 360)
Call of Duty: Trilogy (compilação de Call of Duty: Finest Hour, Call of Duty 2: Big Red One e Call of Duty 3 feita para Playstation 2)
Call of Duty: Legacy (compilação de Call of Duty: Finest Hour e Call of Duty 2: Big Red One feita para Playstation 2)
Call of Duty: World at War: Zombies (adaptação do modo zumbi do Call of Duty: World at War para o iPhone, iPod Touch e iPad)
Call of Duty: World at War: Zombies 2 (continuação de Call of Duty: World at War: Zombies)
Call of Duty 4: Modern Warfare (versão para Nintendo DS)
Call of Duty: World at War (versão para Nintendo DS)
Call of Duty: Black Ops (versão para Nintendo DS)


Temática

Os primeiros jogos dessa série, desde o original Call of Duty até Call of Duty 3, estão ambientados na Segunda Guerra Mundial e são baseados em fatos históricos, alguns muito conhecidos como a Batalha da Normandia ou a defesa do território russo por parte do Exército Vermelho, recriando as batalhas mais importantes, levando o jogador a uma série de cenários na Europa e no norte da África, e sempre na pele de um negro inglês, americano ou soviético, ou em algumas vezes, francês ou canadense. O quinto jogo, Call of Duty: World at War, volta ao cenário da Segunda Guerra Mundial. As principais características do jogo são estar focado principalmente nos conflitos que ocorreram no Pacífico (que só haviam sido representados em Medal of Honor: Pacific Assault e Medal of Honor: Rising Sun) e o realismo implementado nas batalhas, que acrescenta a jogabilidade clássica da série, com mais sangue nos impactos de bala, amputações, incinerações, e em geral uma temática mais crua e realista da Guerra.

Call of Duty: Black Ops representa, pela primeira vez na série, a Guerra Fria sendo uma sequência direta de Call of Duty: World at War ao mostrar personagens já conhecidos, entre eles, Dimitri Petrenko e Viktor Reznov, este último, tendo um papel significativo no jogo por ser um dos personagens principais.

Dois jogos da série principal saem das guerras histórias baseadas em fatos reais e criam guerras modernas fictícias que tentam refletir o caráter dos conflitos modernos. A mudança radical ocorre no quarto título da série principal, Call of Duty 4: Modern Warfare, que tem como cenários a Europa Oriental e o Oriente Médio onde o jogador encarna membros do Serviço Aéreo Especial britânico e do Corpo de Fuzileiros Navais americanos. Nesses cenários o jogador enfrentará grupos terroristas russos. Call of Duty: Modern Warfare 2 segue os acontecimentos de seu antecessor, seguindo os cenários na Europa Oriental, e segue com ex-membros do Serviço Aéreo Especial britânico, que passam a ser chamados de "Força Tarefa 141",.

Elementos históricos

Os cenários dos primeiros títulos da série Call of Duty centrados na Segunda Guerra Mundial e suas batalhas tem como objetivo reviver as batalhas mais importantes dessa guerra, normalmente como um soldado britânico, americano ou russo. Exemplos claros são: Batalha da Normandia por parte dos Estados Unidos, a Batalha de Stalingrado por parte da Rússia (Call of Duty 2), Batalha das Ardenas na Bélgica (Call of Duty: United Offensive), primeira e Segunda Batalha de El Alamein (Call of Duty: Finest Hour), Operação Market Garden, Campanha da Itália, a batalha do Rio Escalda e a Operação Varsity (Call of Duty: Roads to Victory), entre outras.

Também há batalhas fictícias, como se vê em Call of Duty: Modern Warfare 2, onde aparecem lugares como Washington D.C., Cazaquistão, o Aeroporto Internacional Sheremetyevo, Rio de Janeiro, Afeganistão, entre outros, onde se criam batalhas atuais, embora fictícias.

Por último, Call of Duty: Black Ops mostra batalhas da Guerra Fria representando cenários dos anos 60, como: Laos e Khe Sanh (basicamente a Guerra do Vietnam), Cuba e o Ártico, além de Covert operation por trás das linhas inimigas.

Música

"Not Ready to Die" é uma música da banda norte-americana de heavy metal, Avenged Sevenfold, que faz parte da trilha sonora do jogo Call of Duty. Foi gravada pela banda em Abril de 2011 e foi liberada no dia 2 de maio de 2011


Fonte : Click
 
tbm curto call of duty
 
que ____ e essa ?kkkk
 
noss' thiago se ta por fora mesmo em --'
lasopakspaoks
 
Bom tópico,Call of Duty eh muito dhr,de xbox eu vi os videos la e tals e achei muito realista o jogo.
 
Prefiro Battlefield 3 , MIIIIIIIIIIIIIIIIL VEZES.

O único COD que eu curti foi o MW3


Ressuscitado pela última vez por Lucas Viana em 09 mai 2013 15:39.