•  
     

Anonymous ataca governo sírio e rouba mais de 2,4 milhões de emails

Anonymous.jpg


O WikiLeaks começou a divulgar os cerca de 2,4 milhões de emails roubados do governo sírio para que o mundo todo possa ver. Segundo Sarah Harrison, porta-voz do site, nas mensagens é possível ver comunicações entre o governo da Síria e companhias ocidentais. A ideia é revelar negociatas e irregularidades envolvendo o país e grandes empresas internacionais.

O conteúdo roubado apresenta documentos e correios eletrônicos enviados pelos Ministérios de Assuntos Presidenciais, Negócios Estrangeiros, Finanças, Transportes e Informações. Segundo Julian Assange, fundador do WikiLeaks, os dados mostram emails embaraçosos não só para o governo sírio, como também para os seus adversários.

Além disso, a ação de roubar os emails pode ter sido realizada pelo Anonymous, que teria posteriormente repassado as informações para o WikiLeaks. Segundo o site, o trabalho começou em fevereiro e, somente agora, os esforços do grupo, de transferir a enorme quantidade de dados de cerca de 680 servidores sírios para o WikiLeaks, foi finalizado.

Uma nota oficial divulgada pelo Anonymous explica o ato, divulgando, entre outras informações, que a ação faz parte de uma campanha para ajudar a combater o regime de terror de Assad, que seria responsável por milhares de mortes de cidadãos inocentes no país.

Fonte: Anonymous, The Verge e Estadao